domingo, 22 de dezembro de 2013

PODE O CATÓLICO OUVIR MÚSICAS PROTESTANTES?


Diante de fatos ocorridos recentemente, de maneira bem específica, os festivais protestantes feitos todo final de ano nas emissoras de televisão, surgiu a necessidade de escrever-se este post sobre esse tema tão polêmico. Pode o católico ouvir músicas protestantes?

É PECADO OUVIR MÚSICAS PROTESTANTES?

Não se trata de uma questão simplória como sendo pecado ou não, mas se é algo que é bom ou não para a nossa fé. Assistir cultos protestantes é terminantemente proibido para os católicos, salvo algumas exceções, em que trataremos posteriormente em outro post. Mas músicas não necessariamente são pecado, mas podem desencadear em pecados piores como a apostasia ou a heresia.

O grande problema é que muitas pessoas esquecem que o protestantismo e outras religiões são heresias, apesar de terem algo em comum com a Igreja Católica. São assim chamados por que saíram dela, devido ao fato de terem negado algum dogma da Santa Igreja, dessa forma é que se configura um herege.

MAS A MÚSICA APRESENTA UMA MENSAGEM BONITA E POSITIVA, MESMO ASSIM É ERRADO?

Sim, apesar da mensagem parecer boa. Lembremos-nos que Satanás é um anjo e anjos se aparentam belos, apesar de nem todos serem assim. Temos muitas músicas, sejam elas seculares ou católicas, que também apresentam mensagens interessantes, por que devemos buscar algo ilícito e configurarmos como algo bom.

Santo agostinho diz que: "um homem Cristão é Católico enquanto vive no corpo; decepado deste, torna-se um herege. O Espírito não segue um membro amputado.”. Dessa forma, é notável que pode haver, como há, apesar das "belas mensagens" heresias em músicas protestantes.

Vale lembrar também que a fé protestante é TOTALMENTE DIFERENTE da fé católica. Existe distinção na crença da Eucaristia, na crença em Nossa Senhora, no culto aos santos e principalmente na não crença na própria Igreja de Cristo, na Igreja Católica.


MAS E O ECUMENISMO QUE A IGREJA TANTO PREGA?

O ecumenismo é válido para que haja um diálogo entre os membros para que as pessoas que estão no erro encontrem a Verdade, que está na Igreja Católica, ou seja, para aqueles que estão fora possam entrar na Igreja de Cristo, e não um sincretismo religioso.

O que é visível em muitos casos é que começa-se ouvindo uma música protestante, depois começa-se a frequentar a igreja, depois abandona a fé verdadeira para viver na heresia, abandona-se a fé católica para viver a fé protestante.

Lembro-me de uma frase do saudoso professor Orlando Fedeli que dizia que a pior mentira é aquela que mais se parece com a Verdade, pois é a que engana mais. São Padre Pio de Pietrelcina ensinava que o pai do protestantismo é o próprio Lúcifer, pois por ser o pai da mentira, criou a pior de todas as mentiras, a fé protestante, por mais se aparentar com a fé verdadeira.

Encerro com um trecho bíblico onde Nosso Senhor nos adverte sobre os falsos profetas:
"15. Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores.
16. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos?
17. Toda árvore boa dá bons frutos; toda árvore má dá maus frutos.
18. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má, bons frutos.
19. Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo.
20. Pelos seus frutos os conhecereis."

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

CURSO DE LITURGIA - PRIMEIRA AULA

Nesta primeira aula do curso de liturgia, abordaremos as primeiras definições que envolvem a liturgia, como natureza, objeto, finalidade e histórico. Vale a pena assistir e repassar.

Material da Aula: Curso de Liturgia - Padre Reus
Link para download - Vídeo (MP4) - Introdução a Liturgia
Link para download - Audio (MP3) - Introdução a Liturgia

domingo, 3 de novembro de 2013

OFÍCIO DA IMACULADA CONCEIÇÃO




MATINAS E LAUDES

Deus vos salve Virgem, Filha de Deus Pai!
Deus vos salve Virgem, Mãe de Deus Filho!
Deus vos salve Virgem, Esposa do Divino Espírito Santo!
Deus vos salve Virgem, Templo e Sacrário da Santíssima Trindade!

Agora, lábios meus,
dizei e anunciai
os grandes louvores
da Virgem Mãe de Deus.

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus vos salve, Virgem,
Senhora do mundo,
Rainha dos céus
e das virgens, Virgem.

Estrela da manhã,
Deus vos salve, cheia
de graça divina,
formosa e louçã.

Dai pressa Senhora
em favor do mundo,
pois vos reconhece
como defensora.

Deus vos nomeou
desde "ab aeterno"
para a Mãe do Verbo,
com o qual criou:

Terra, mar e céus,
e vos escolheu,
quando Adão pecou,
por esposa de Deus.

Deus vos escolheu,
e já muito dantes
em seu tabernáculo
morada Lhe deu.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração.
Toquem vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

PRIMA 

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus vos salve, mesa
para Deus ornada,
coluna sagrada,
de grande firmeza.

Casa dedicada
a Deus sempiterno,
sempre preservada
virgem do pecado.

Antes que nascida,
fostes, Virgem santa,
no ventre ditoso
de Ana concebida.

Sois Mãe criadora
dos mortais viventes.
Sois dos Santos porta,
dos Anjos Senhora

Sois forte esquadrão
contra o inimigo,
Estrela de Jacó,
Refúgio do cristão.

A Virgem, a criou
Deus no Espírito Santo,
e todas as suas obras,
com elas as ornou.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração.
Toque Vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

TERÇA

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus Vos salve, trono
do grão Salomão,
Arca do Concerto,
Velo de Gedeão.

Íris do céu clara,
Sarça da visão,
Favo de Sansão,
Florescente vara,

A qual escolheu
para ser Mãe sua,
e de Vós nasceu
o Filho de Deus.

Assim Vos livrou
da culpa original,
de nenhum pecado
há em Vós sinal.

Vós, que habitais
lá nessas alturas,
e tendes Vosso Trono
sobre as nuvens puras.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração.
Toquem Vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

SEXTA

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus Vos salve, Virgem,
da Trindade templo,
alegria dos anjos,
da pureza exemplo,

Que alegrais os tristes,
com vossa clemência,
Horto de deleite,
Palma da paciência.

Sois Terra bendita
e sacerdotal.
Sois de castidade
símbolo real.

Cidade do Altíssimo,
Porta oriental,
sois a mesma Graça,
Virgem singular.

Qual lírio cheiroso,
entre espinhas duras,
tal sois Vós, Senhora,
entre as criaturas.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração.
Toque Vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

NOA

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus vos salve, Cidade,
de torres guarnecida,
de Davi, com armas
bem fortalecida.

De suma caridade
sempre abrasada,
do dragão a força
foi por Vós prostrada.

Ó mulher tão forte!
Ó invicta Judite!
Vós que alentastes
o Sumo Davi.

Do Egito o curador,
de Raquel nasceu,
Do mundo o Salvador
Maria no-Lo deu.

Toda é formosa
minha companheira,
nela não há mácula
da culpa primeira.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração,
toquem Vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

VÉSPERAS

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus vos salve, relógio
que, andando atrasado,
serviu de sinal
ao Verbo Encarnado.

Para que o homem suba
às sumas alturas,
desce Deus dos céus
para as criaturas.

Com os raios claros
do Sol da Justiça,
resplandece a Virgem,
dando ao sol cobiça.

Sois lírio formoso
que cheiro respira,
entre os espinhos.
Da serpente, a ira

Vós a quebrantais
com o vosso poder.
Os cegos errados
Vós alumiais.

Fizestes nascer
Sol tão fecundo,
e como com nuvens
cobristes o mundo.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração.
Toquem Vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

COMPLETAS

Rogai a Deus, Vós,
Virgem, nos converta,
que a sua ira
se aparte de nós.

Sede em meu favor,
Virgem soberana,
livrai-me do inimigo
com o vosso valor.

Glória seja ao Pai,
ao Filho e ao Amor também,
que é um só Deus em Pessoas três,
agora e sempre, e sem fim. Amém.

Hino

Deus Vos salve,
Virgem Imaculada,
Rainha de clemência,
de estrelas coroada.

Vós sobre os Anjos
sois purificada.
De Deus, à mão direita,
estais de ouro ornada.

Por Vós, Mãe da Graça,
mereçamos ver
a Deus nas alturas,
com todo prazer.

Pois sois Esperança
dos pobres errantes
e seguro Porto
dos navegantes.

Estrela do mar
e saúde certa,
e Porta que estais
para o céu aberta.

É óleo derramado,
Virgem, Vosso nome,
e os vossos servos
vos hão sempre amado.

Ouvi, Mãe de Deus,
minha oração.
Toquem Vosso peito
os clamores meus.

Oração
Santa Maria, Rainha dos céus, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhora do mundo, que a nenhum pecador desamparais nem desprezais; ponde, Senhora, em mim os olhos de Vossa piedade e alcançai-me de Vosso amado Filho o perdão de todos os meus pecados, para que eu que agora venero com devoção a Vossa santa e Imaculada Conceição, mereça na outra vida alcançar o prêmio da bem-aventurança, por mercê do Vosso benditíssimo Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina para sempre. Amém.

OFERECIMENTO

Humildes oferecemos
a Vós, Virgem pia,
estas orações,
porque, em Vossa guia,
Vades Vós adiante,
e na agonia
Vós nos animeis,
ó doce Virgem Maria.
Amém.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

DOWNLOAD - CARTA AOS AMIGOS DA CRUZ


"A Cruz é condição indispensável para quem decide firmemente seguir o Senhor. Todas as testemunhas de Cristo, a começar pelos Apóstolos, os mártires, confessores, Padres da Igreja, santos e santas, conhecem a perseguição por causa de Cristo e também as tribulações da caminhada: "se a Mim perseguiram também vos perseguirão a vós" ( Jo 15,20)."

Este pequeno livro de São Luís de Montfort é um Programa de Vida para o cristão.

Link para download: Carta aos amigos da cruz

domingo, 27 de outubro de 2013

A VIDA DE UM GRANDE PAPA - PIO X


Um Santo e grande Papa que combateu o Modernismo "a maior heresia de todos os tempos" segundo sua própria expressão. Um papa que fez e ainda faz um grande bem, mas não só isso, como também combateu o mal com todas as suas forças.

Profundamente humilde, um grande amante da liturgia, do canto gregoriano e do cargo que ocupava. Este era São Pio X: O papa que estabeleceu como devoção a comunhão diária, atitudes estas que infringiram tal derrota ao demônio que este, segundo um grande católico de nossos dias, até hoje dela não se recuperou.

SÃO PIO X, ROGAI POR NÓS!

Link para download: A vida de um grande papa - Pio X

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

ORAÇÃO PELA CONVERSÃO DOS INFIÉIS DE SÃO FRANCISCO XAVIER

Deus eterno, Criador de todas as coisas, lembrai-Vos que as almas dos infiéis são obras de vossas mãos, e que são feitas à vossa imagem e semelhança. Vede, porém, Senhor, como em desdouro do vosso Nome o inferno se enche destas almas. Lembrai-Vos que Jesus Cristo, vosso Filho, derramou todo o seu Sangue e padeceu morte atrocíssima por elas. Não permitais, pois, Senhor, que o vosso Filho seja por mais tempo desprezado pelos infiéis. Deixai-Vos antes aplacar e mover à piedade pelas orações de vossos Santos e da Igreja, esposa de vosso Santíssimo Filho. Lembrai-Vos da vossa misericórdia e, esquecendo a sua idolatria e infelicidade, fazei que também eles enfim conheçam a Jesus Cristo, Nosso Senhor, que é nossa Salvação, Vida e Ressurreição nossa, e por quem fomo s livres e salvos, a quem seja dado honra, glória e louvor para sempre. Amém.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

O FALSO ECUMENISMO NO MEIO CATÓLICO

No meio católico atual, o termo "ecumenismo" tem ganhado muita força e vários segmentos da Igreja o tem defendido, mas não só isso, tem também realizados certas práticas em defesa dessa ideia. Então, diante desse contexto, surgem muitos debates sobre esse tema, alguns afirmando que o mesmo é algo bom para a humanidade e para Igreja, no entanto outros afirmam que não passa de modernismo, heresia e sincretismo religioso. Então que conclusão podemos tirar sobre o que seria o ecumenismo e pode o católico ou não ser ecumênico?

DEFINIÇÃO DE ECUMENISMO
Basicamente, ecumenismo é o diálogo espiritual e a atividade que a Igreja estabelece com outros cristãos. "Outros cristãos" neste contexto é compreendido como não católicos validamente batizados.

Portanto o diálogo ecumênico se torna possível apenas entre aqueles que são os considerados cristãos, como por exemplo, ortodoxos, anglicanos e até mesmo protestantes, com o objetivo de se restabelecer a unidade na Igreja Católica. Como diz o próprio documento no seu primeiro parágrafo:

"1. Promover a restauração da unidade entre todos os cristãos é um dos principais propósitos do sagrado Concílio Vaticano II. Pois Cristo Senhor fundou uma só e única Igreja. Todavia, são numerosas as Comunhões cristãs que se apresentam aos homens como legítima herança de Jesus Cristo. Todos, na verdade, se professam discípulos do Senhor, mas têm pareceres diversos e caminham por rumos diferentes, como se o próprio Cristo estivesse dividido (I Cor. 1: 13). Esta divisão, porém, contradiz abertamente a vontade de Cristo, e é escândalo para o mundo, como também prejudica a santíssima causa da pregação do Evangelho a toda a criatura."

No entanto, "a Igreja encoraja communicatio in spiritualibus entre católicos e protestantes, mas limita estritamente a communicatio in sacris a alguns sacramentos, e mesmo assim entre católicos e membros de uma Igreja oriental não-católica (veja canon 844). Por "igreja oriental não-católica" queremos dizer uma igreja oriental histórica (Ortodoxa do Leste, Ortodoxa oriental ou Igreja Assíria do Leste) cujos sacramentos e sucessão apostólica a Igreja reconhece como válidos. É diferente dos protestantes (incluindo Anglicanos), cujas afirmações de ter sacramentos válidos e sucessão apostólica a Igreja Católica não reconhece."¹ Portanto o ecumenismo é algo perfeitamente válido, mas não com o objetivo de se negar a Verdade, mas para restabelecer em Cristo, ou seja, na Igreja Católica, a união de todos os Cristão como era na época da Cristandade.

ERROS NA INTERPRETAÇÃO DO ECUMENISMO

Não sei se por pura ignorância ou se por safadeza deliberada, se ensina que o ecumenismo deve ser compreendido entre todos e diversos tipos de religiões, em nome do "respeito humano" e da "igualdade", no sentido de que todas as religiões são igualmente boas. Contudo, o grande perigo dessas idéias é que podemos cair no perigo da negação do dogma que diz que "fora da Igreja não há salvação".

Mais grave ainda é se pregar um sincretismo religioso, se inserindo no meio católico elementos de outras religiões, como vemos em certos encontros da Igreja (pra não dizer o encontro das CEB's) onde mães de santo incensam o altar na abertura da Santa Missa, causando um verdadeiro sacrilégio e uma profanação da Sagrada Eucaristia.


Ou seja, distorcem a palavra do Sagrado Concílio e ainda profanam a Eucaristia em nome de uma coisa que a Santa Igreja nunca disse em nenhum de seus documentos. Portanto é importante que conheçamos o que diz os documento do Concílio Vaticano II para que não realizemos sacrilégio em nome de algo que a Igreja NUNCA professou. 

Devemos sim respeitar qualquer pessoa que pertença a outro segmento religioso porém, devemos combater qualquer falsa doutrina, principalmente se essa se encontra presente no meio da nossa Igreja na forma de sincretismo religioso. Pois a Verdade se encontra na Igreja de Cristo, na Igreja Católica, Apostólica Romana. Para encerrar, as palavras do Santo Padre Bento XVI quando ainda era papa sobre o ecumenismo:

"Há que relembrar, por fim, que da parte da Igreja e dos seus membros, o diálogo, seja qual for a forma sob a qual ele se desenrole — e existem e podem existir formas muito diversas, pois o próprio conceito de diálogo tem valor analógico — não poderá nunca partir de uma atitude de indiferença em relação à verdade; mas tem de ser, sobretudo, uma apresentação da verdade, feita serenamente e com respeito pela inteligência e pela consciência dos outros. O diálogo da reconciliação não poderá nunca substituir ou atenuar o anúncio da verdade evangélica, que tem como objetivo preciso a conversão, abandonando o pecado, e a comunhão com Cristo e com a Igreja; mas deverá servir para a sua transmissão e realização, através dos meios deixados por Cristo à Igreja para a pastoral da reconciliação: a catequese e a Penitência."

1 - Eles também não gostam do Ecumenismo.David A. Conceição, março de 2011, blogue Tradição em Foco com Roma.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

PODE O CATÓLICO OUVIR ROCK?


Esta semana na qual aconteceu o maior evento de Rock do mundo, o Rock in Rio, surgiram muitas polêmicas em torno da banda Ghost, banda essa de origem sueca, na qual o vocalista "Papa Emeritus 2" cantavam músicas em latim e em tonalidade de canto gregoriano, mas de uma maneira bem satânica e pavorosa (apesar de que não meteu medo nenhum na platéia, pelo contrário, foi o pior show da noite, podia-se ouvir a conversa da multidão mais alto do que as músicas da banda).

Por essa razão, fiz um sério estudo sobre esse questionamento que muito me foi feito; Pode o católico ouvir rock? Desde já quero advertir que o que colocarei aqui é uma mera opinião minha, porém embasada no Magistério e na Tradição da Igreja.

SURGIMENTO:

O Rock é um estilo musical que surgiu na década de 50 para 60 do século passado nos EUA, cujas letras tratavam de temas adolescentes como escola, carros, pais e etc (é claro dentro de uma característica bem revolucionária, afinal era o período da explosão da revolução cultural hippie). Até hoje o rock apresenta letras de características revolucionárias ou diria até que o mesmo trata de tudo que vai contra a maré da sociedade.

NATUREZA DO ROCK:

Algumas pessoas, quando se trata no referente a música, por pleno desconhecimento, falam coisas do tipo: "o rock é um som muito bonito!" ou coisas do gênero. Porém precisamos compreender o conceito de beleza. Beleza segundo Santo Tomás de Aquino é: "aquilo que agrada aos olhos", porém o mesmo santo ressalta mais a frente na Suma Teológica que a Beleza apresenta três atributos: a integridade, a proporção e a claridade. Ou seja, aquilo que é belo é aquilo que agrada aos olhos de quem vê, porém apresenta integridade, proporção e claridade.

É nítido que o rock, mas não só ele, qualquer música secular atual não apresentam esses três atributos acima mencionados, pois a beleza material é matemática, pois depende de medidas proporcionais. Uma coisa é materialmente bela quando suas várias medidas formam uma proporção, coisa que o rock não apresenta. Portanto, o rock não é Belo, segundo a tradição da Igreja.

MAS E AÍ, NÃO POSSO OUVIR ROCK?

Isso não foi dito em momento algum nem a Igreja se pronunciou claramente sobre isso, portanto é algo que pode ou não pode fazer, dependendo das circunstâncias.

Apesar do rock não se configurar coo algo belo dentro do padrão da tradição da Igreja, isso não significa que o mesmo não possa ser ouvido. Falando de maneira análoga, um filme de terror também não tem características de beleza, porém pode ser assistido DESDE QUE NÃO SE AFETE A FÉ DE QUEM O FAZ.

Para isso, temos o nosso padroeiro e baluarte São Francisco de Sales que trata no seu magnífico livro Filotéia sobre esses temas. Segundo o santo, o texto se trata das festas e dos bailes, porém a natureza das coisas tratadas é a mesma, portanto cabe ao caso:

"As danças e os bailes não são de modo algum coisas más, mas sim indiferentes, que podem ser usadas tanto para o bem como para o mal. Contudo sempre são coisas perigosas e mais ainda é o afeiçoar-se a elas. Por isso te digo Filotéia, embora não seja pecado uma dança modesta, um bom jantar, sem intemperança, contudo A AFEIÇÃO QUE SE PODERIA ADQUIRIR A ESTAS COISAS SERIA INTEIRAMENTE CONTRÁRIA A DEVOÇÃO, muito nocivo pra a nossa alma e de grande perigo para a salvação....

...NÃO DIGO QUE EM OCASIÃO NENHUMA POSSAMOS USAR ESSAS COISAS PERIGOSAS, mas digo somente que nunca poderemos apegar nessas coisas o coração sem danos da devoção"

OS BAILES E OUTROS DIVERTIMENTOS PERMITIDOS, MAS PERIGOSOS - CAPÍTULO XXXIII São Francisco de Sales (1567-1622), do livro Filotéia. (Grifo nosso)

A situação acima cabe pois entra no contexto de gosto, e segundo Santo Tomás, o gosto é relativo (apesar de existir bom bosto e mal gosto). Portanto, posso gostar de rock, apesar de o mesmo não ser Belo.

MAS E O CASO DO SATANISMO?

Bem, no caso PARTICULAR da banda supracitada, é bom que se evite esses tipos de bandas, com o exagero da mesma, apresentando ritos satânicos no seu show, afinal, qual é o católico que queira participar disso? Pelo contrário, devemos denunciar que nenhum católico presencie ou escute tal ato contra a fé.

Porém não sejamos extremistas ao dizer que todas as bandas de rock são satânicas. Portanto, pode-se ouvir sim um metálica, Iron Maiden, na mesma medida que se assiste um filme de terror e não se arrefece da fé.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

3ª AULA - O PECADO E A GRAÇA


Mais uma aula encerrando a sequência sobre estudo da doutrina e conversão falando sobre os exercícios penitenciais e sobre o sacramento da penitência. O material da aula está disponível para download aqui abaixo e caso queira fazer o download da aula, também temos em áudio e em vídeo. Bons Estudos!

LINK PARA DOWNLOAD - ÁUDIO(MP3) - CONFISSÃO E PENITÊNCIA
LINK PARA DOWNLOAD - VÍDEO(3GP) - CONFISSÃO E PENITÊNCIA

MATERIAL DA AULA PARA DOWNLOAD - CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA

SE VESTIR BEM, MAS DE MANEIRA MODESTA


Uma das grandes faltas que os católicos não tem atentado é para com a modéstia, esta que é e foi tão ensinada pelos grandes santos da Igreja. Mas em que consiste a modéstia?

Modéstia significa humildade, pobreza. Mas isso não significa dizer que devemos andar os farrapos. A pobreza na qual estamos querendo nos remeter aqui é a relativa ao "chamar atenção". O vestir-se modestamente segundo os padrões cristão devem seguir essa regra de ouro dada pelo papa Pio XII: "A moda não pode fornecer ocasião próxima de pecado".

Não é problema algum andar se vestindo na moda ou com roupas bonitas, mas o grande problema é se essa roupa que irei vestir é ocasião de pecado para mim ou para os outros. Ou seja, nada de vestir roupas que despertem a sensualidade nas outras pessoas, expondo partes sensuais ou até íntimas de nosso corpo.

Santo Agostinho diz: "Do olhar nasce o pensamento, e do pensamento a concupiscência". É por essa razão que devemos tomar todo o cuidado com o que vestimos, pois temos o poder de despertar nas outras pessoas a faculdade da fantasia e dela a tendência para o pecado.


Sabemos hoje com o avanço da psicologia que muitas das imagens que vemos no dia a dia ficam guardadas em nosso subconsciente e que elas vêm à tona através de um forte estímulo mental. Isso apenas corrobora o que a Igreja tem ensinado a dois mil anos: que muitos pecados entram em nossas almas pelos olhos.

"Se Eva não tivesse olhado para o fruto proibido, não teria pecado; ela, porém, achou gosto em contemplá-lo, parecendo-lhe bom e belo; apanhou-o então, e fez-se culpada da desobediência. Aqui vemos como o demônio nos tenta primeiramente a olhar, depois a desejar e, finalmente, a consentir.". Portanto todo cuidado é pouco para com o despertar do desejo sexual do outro, pois são pecados que podem se configurar como graves diante de Deus.

Pois é como nos ensinava o grande doutor São Gregório Magno: "Quem contempla objeto perigoso começa a querer o que antes não queria". Então, tomai todo o cuidado para com a modéstia,  principalmente deve se analisar isso várias vezes e com todo o cuidado principalmente quando se vai para a santa Missa.


Mas não é por essa razão que vamos nos vestir totalmente cobertos dos pés a cabeça, parecendo que somos mulheres que moram no oriente médio. Para se resolver esse impasse, basta-se usar a grande regra de ouro do bom senso. O bom senso de sempre que for se vestir, analisar se partes do seu corpo que podem despertar a sensualidade do outro estão exposta.

segunda-feira, 8 de julho de 2013

É LICITO AO CATÓLICO A CONSULTA DE HORÓSCOPO?

É comum vermos que as mesmas pessoas que estão nas Santas Missas do dia de Domingo em nossa paróquia, encontrarmos durante a semana com revistas de previsões astrais, horóscopos e coisas do tipo. Diante dessa realidade surge a pergunta título do nosso postcast: é lícito ao católico a consulta da astrologia? Vejamos o que ensinam os pilares da Igreja: As Escrituras, a Tradição e o Magistério.

NAS SAGRADAS ESCRITURAS

“Quando tiveres entrado na terra que o Senhor Teu Deus te dá, não te porás a imitar as práticas abomináveis da gente daquela terra. Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou à invocação dos mortos, porque o Senhor Teu Deus abomina aqueles que se entregam a essas práticas e é por causa dessas abominações que o Senhor, teu Deus, expulsa diante de ti essas nações. Serás inteiramente do Senhor, Teu Deus” (Deuteronômio 18, 9-13).

A astrologia é uma prática de origem pagã, por essa razão, desde os patriarcas da Sagrada Escritura essas práticas eram condenadas, pois para que elas fossem feitas, era necessário que se recorressem a deuses pagão, coisas abomináveis para o Senhor, se configurando um pecado contra o primeiro mandamento.

NO SAGRADO MAGISTÉRIO

Veja o que diz o Catecismo da Igreja Católica:

2116. Todas as formas de adivinhação devem ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas supostamente "reveladoras" do futuro. A consulta dos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e de sortes, os fenômenos de vidência, o recurso aos "médiuns", tudo isso encerra uma vontade de dominar o tempo, a história e, finalmente, os homens, ao mesmo tempo que é um desejo de conluio com os poderes ocultos. Todas essas práticas estão em contradição com a honra e o respeito, penetrados de temor amoroso, que devemos a Deus e só a Ele.

NA SAGRADA TRADIÇÃO

Vejamos o que diz Santo Agostinho sobre a prática da Astrologia:

"Bem consideradas todas estas coisas, há motivos para crer que, se os astrólogos dão tantas respostas surpreendentemente verdadeiras, isso se deve a oculta inspiração de maus espíritos que põe todo o cuidado em infundir nos espíritos humanos essas e nocivas opiniões acerca das fatalidades astrais, e de forma nenhuma à arte de examinar os horóscopos:- Tal arte não existe".(Cidade de Deus cap VII - livro V)

Para fecharmos essa nossa análise diante de todo o contexto da astrologia, encerremos com um discurso de São Zenão, bispo de Verona e mártir do 4º século, apresenta aos neófitos (povo pagão recém convertido) o horoscopo que devem observar após terem nascido pelo batismo em Jesus Cristo.:

"Portanto, irmãos, eis o vosso horóscopo:

O primeiro a vos acolher não é Áries, mas o Cordeiro que não rejeita todo aquele que n’Ele crê. Ele revestiu a vossa nudez com o alvo candor de sua lã, com grande bondade derramou o seu leite bendito em nossos lábios que se abriam lamuriosos. Semelhantemente Ele, não como um Touro de pescoço soberbo, de cara agressiva, de chifres ameaçadores, mas como Vitelo ótimo, doce, carinhoso e manso, vos exorta a jamais buscar proteção em alguma atividade, mas a recolher – submetendo-vos sem malícia a sua canga e fecundando, submetendo-a a vós, a terra da vossa carne – nos celestes celeiros a rica safra das sementes divinas.
E mediante os Gêmeos que seguem, isto é, mediante os dois Testamentos que vos anunciam a salvação, vos exorta a evitar sobretudo a idolatria, a impureza e a avareza, que é Câncer incurável.
Mas o nosso Leão, com ensina o Gênesis, é o leãozinho cujos santos sacramentos celebramos, o qual, reclinando-se, adormeceu para vencer a morte e ressurgiu para conferir-se a imortalidade como dom de sua feliz Ressurreição.

Segue-lhe na ordem Virgem, prenunciando Libra, para nos fazer conhecer por meio do Filho de Deus, encarnado e nascido da Virgem, que a equidade e a justiça foram trazidas a terra. Quem as observar constantemente e as administrar fielmente pisarão, com pés incólumes, não direi o Escorpião, mas, como afirma o Senhor no Evangelho, todas as demais serpentes.

Mas não deverá temer nem mesmo o próprio diabo, que é ferocíssimo Sagitário, armado de flechas incandescentes, constante causa de terror para os corações de todo o gênero humano. Porque assim diz o apóstolo Paulo: Revesti-vos da armadura de Deus para poder resistir às insídias do diabo abraçando o escudo da fé, por meio do qual podeis repelir todos os dardos incandescentes do maligno. De fato, ele por vezes lança contra os infelizes o Capricórnio, de aspecto deformado, o qual, atacando com seu chifre, sopra de seus lábios pálidos a espuma fervente de suas veias, com apavorante destruição e terríveis efeitos, sobre todos os membros de quem lhe é prisioneiro. Tornam alguns loucos, outros furiosos, outros homicidas, outros sacrílegos, outros cegos pela avareza. Seria longo descer aos particulares: ele possui diferentes e inúmeras artes para causar danos, mas todas elas, escorrendo com suas águas salutares, o nosso Aquário como de costume tornou vãs, sem grande dificuldade.

Seguem-no necessariamente em uma única constelação os dois Peixes, isto é, os dois povos, Judeus e Gentios, que recebem a vida da água do batismo, marcados com um único sinal a fim de ser o único povo de Cristo."

sábado, 6 de julho de 2013

PRIMEIRA ENCÍCLICA DO PAPA FRANCISCO - LUMEM FIDEI


Ao mesmo tempo que é a primeira encíclica do Papa Francisco, pode ser considerada a última de Bento XVI, pois o atual Sumo Pontífice afirmara que esta encíclica foi uma encíclica escrita a quatro mãos, entre ele e Bento XVI. Vale a pena conferir!

Link para Download: Lumem Fidei

terça-feira, 7 de maio de 2013

PENSAMENTOS SOBRE NOSSA SENHORA - SÃO LUIS DE MONTFORT


Frases e pensamentos do maior santo mariano de todos os tempos, São Luís de Montfort:

"Nossa Senhora impede seus devotos de soçobrar no mar agitado deste mundo, onde tantas pessoas naufragam por não se firmarem nesta âncora inabalável. Foi a Ela que os Santos mais se agarraram e prenderam os outros, com o fito de perseverar na virtude. Felizes, mil vezes felizes os cristãos que agora se apegam fiel e inteiramente a Ela, como a uma âncora firme"

sexta-feira, 3 de maio de 2013

AS JÓIAS DAS FILHAS DE MARIA - SANTA GEMMA GALGANI


Livro que narra as virtudes, os êxtases, as práticas e o espírito de Santa Gemma Galgani. Pra quem não conhece, a mesma recebeu os estigmas de Cristo, teve visões com Nosso Senhor e com Maria Santíssima, sendo uma grande santa mística da Igreja.

Link para Download: As jóias das filhas de Maria


terça-feira, 30 de abril de 2013

O DIRETOR ESPIRITUAL DAS ALMAS DEVOTAS E RELIGIOSAS - SÃO FRANCISCO DE SALES


Depois de lançarmos o download de Filotéia, a obra-prima de São Francisco de Sales, estamos disponibilizando também O Diretor Espiritual das Almas Devotas e Religiosas, que é voltado para Padres e religiosos, segundo as palavras do próprio São Francisco de Sales:

"[...] O livrinho, que se edita agora , é adaptado para introduzir as almas nas vias da meditação. Quem se apoderar da doutrina destas meditações e praticar os exercícios que se aconselham, adquirirá um bom pecúlio que poderá ampliar com outras leituras e sobretudo com a oração mental."

Link para Download: O Diretor Espiritual das Almas Devotas e Religiosas

terça-feira, 23 de abril de 2013

POR QUE A IGREJA CATÓLICA BATIZA CRIANÇAS?


Nesta postagem, nos prenderemos a explicar os motivos pelos quais a Igreja Católica batiza crianças e não adultos, como se apresentam em algumas passagens do Evangelho. Muitos protestantes argumentam que o fato de batizar uma pessoa quando a mesma ainda é uma criança não é válido, argumentando que nas Sagradas Escrituras, Jesus e outros judeus foram batizados por João Batista, quando já possuíam seus trinta anos de idade ou afirmando que é necessário um despertar de consciência do catecúmeno para poder receber o "sacramento" (está entre aspas pois os protestantes não reconhecem o batismo como um sacramento, apesar de ser).

Então nos surge essa pergunta: Se tudo isso é verdade, por que a Igreja Católica batiza crianças? Estão os protestantes corretos e os católicos errados?

NAS SAGRADAS ESCRITURAS

Nos atos dos apóstolos temos algumas passagens que nos falam do batismo de crianças realizados pelos primeiros bispos da Igreja: os apóstolos. Em At 16,14 - 15 diz

"14. Uma mulher, chamada Lídia, da cidade dos tiatirenos, vendedora de púrpura, temente a Deus, nos escutava. O Senhor abriu-lhe o coração, para atender às coisas que Paulo dizia.

15. Foi batizada juntamente com a sua família e fez-nos este pedido: Se julgais que tenho fé no Senhor, entrai em minha casa e ficai comigo. E obrigou-nos a isso."

Mais a frente, vemos outra passagem referente ao batismo de uma família completa, em At 16,33:


"33. Então, naquela mesma hora da noite, ele cuidou deles e lavou-lhes as chagas. Imediatamente foi batizado, ele e toda a sua família."

São paulo em sua carta aos coríntios também menciona o batismo de toda a família de Estéfanas, em " 1Cor 1,16:

"16. Batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro."

Então vemos com essas passagens que desde os tempos apostólicos, sempre se buscou o batismo de famílias inteiras, desde velhos até crianças.

NA SAGRADA TRADIÇÃO
Vejamos também o que dizem os santos padres ou pessoas defensoras do cristianismo do decorrer da história eclesiástica, como Orígenes, por exemplo:

“A Igreja recebeu dos Apóstolos a tradição do batismo dado mesmo para crianças. Os apóstolos, aos quais foram confiados os ensinamentos dos Evangelho de Cristo, sabiam que existe em todos nós as manchas do pecado inato, que é lavada pela água e pelo Espírito “(Orígenes, 248 dC – Comentários sobre Romanos 5:9).

Santo Irineu de Lião, em sua mais importante obra, o Contra as Heresias, explica a abrangência universal da salvação de Jesus, na qual entra também o batismo:

"Ele (Jesus) veio para salvar a todos através dele mesmo, isto é, a todos que através dele são renascidos em Deus: bebês, crianças, jovens e adultos. Portanto, ele passa através de toda idade, torna-se um bebê para um bebê, santificando os bebês; uma criança para as crianças, santificando-as nessa idade...(e assim por diante); ele pode ser o mestre perfeito em todas as coisas, perfeito não somente manifestando a verdade, perfeito também com respeito a cada idade" (Santo Irineu, ano 189 - Contra Heresias II,22,4).

Batismo de uma criança
na Igreja primitiva

Santo Hipólito vem também corroborar o que os textos anteriores afirmam:

"Onde não há escassez de água, a água corrente deve passar pela fonte batismal ou ser derramada por cima; mas se a água é escassa, seja em situação constante, seja em determinadas ocasiões, então se use qualquer água disponível. Dispa-se-lhes de suas roupas, batize-se primeiro as crianças, e se elas podem falar, deixe-as falar. Se não, que seus pais ou outros parentes falem por elas" (Hipólito, ano 215 - Tradição Apostólica 21,16).

NO SAGRADO MAGISTÉRIO

O Catecismo da Igreja Católica também vem falar e explicar o batismo das crianças de maneira mais detalhada:

"§ 1250 Por nascerem com uma natureza humana decaída e manchada pelo pecado original, também as crianças precisam do novo nascimento no Batismo, a fim de serem libertadas do poder das trevas e serem transferidas para o domínio da liberdade dos filhos de Deus, para a qual todos os homens são chamados. A gratuidade pura da graça da salvação é particularmente manifesta no Batismo das crianças. A Igreja e os pais privariam então a criança da graça inestimável de tomar-se filho de Deus se não lhe conferissem o Batismo pouco depois do nascimento."

"§ 1252 A prática de batizar as crianças é uma tradição imemorial da Igreja. É atestada explicitamente desde o século II. Mas é bem possível que desde o início da pregação apostólica, quando "casas" inteiras receberam o Batismo, também se tenha batizado as crianças."


"§ 403 Na linha de São Paulo, a Igreja sempre ensinou que a imensa miséria que oprime os homens e sua inclinação para o mal e para a morte são incompreensíveis, a não ser referindo-se ao pecado de Adão e sem o fato de que este nos transmitiu um pecado que por nascença nos afeta a todos e é "morte da alma". Em razão desta certeza de fé, a Igreja ministra o batismo para a remissão dos pecados mesmo às crianças que não cometeram pecado pessoal."

Então é visível que a Igreja Católica age corretamente, batizando crianças.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

ORAÇÃO DE SANTO AGOSTINHO

Diante de Vós, Senhor, apresentamos o fardo dos nossos crimes e simultaneamente as feridas que por causa deles recebemos.
Se pensarmos no mal que fizemos, é bem pouco o mal que sofremos e muito maior o que merecemos.
Foi grave o que ousamos cometer e leve o que agora sofremos.
Sentimos que é dura a pena do pecado e no entanto não nos decidimos deixar a ocasião dele.
A nossa fraqueza geme esmagada sob o peso dos castigos com que nos punis justamente, e a nossa maldade não quer se desfazer dos seus caprichos.
O espírito anda atormentado, mas a cerviz não se verga.
A nossa vida suspira no meio das dores e não nos corrigimos.
Se contemporizardes conosco, não nos emendamos, e se tirais de nós vingança, gritamos que não podemos.
Se nos castigais, sabemos declarar que somos réus, mas se afastais por um pouco a Vossa ira, esquecemos logo o que deploramos.
Se levantardes a mão, logo prometemos a emenda, se retirais a espada, já nos esquecemos da promessa.
Se nos feris, gritamos que nos perdoeis, se nos perdoais logo entramos de Vos provocar.
Tendes-nos aqui, Senhor, diante de Vós, confessamos os nossos pecados; se Vos não amerceais de nós, aniquilar-nos-á a Vossa justiça.

Concedei-nos Pai onipotente, o que sem merecimento algum de nossa parte Vos pedimos, Vós que nos tirastes do nada.

Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Amém.

V. Senhor, não nos trateis segundo os nossos pecados.
R. Nem nos castigueis segundo as nossas iniqüidades.

Oremos – Ó Deus, a quem o pecado ofende e a penitência propicia, olhai favoravelmente para as preces do Vosso povo e relegai para longe os vossos castigos da Vossa ira, que merecemos com os nossos pecado. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

domingo, 10 de fevereiro de 2013

ESCOLA DA PERFEIÇÃO CRISTÃ - SANTO AFONSO DE LIGÓRIO

"Aqui o leitor achará explanado o caminho seguido e traçado por S. Afonso Maria de Ligório para se chegar a perfeição cristã.
Começa com uma explicação do que é perfeição fazendo-a consistir toda no amor de Deus. Mostra em seguida que esse amor é incompatível com o pecado, principalmente com o amor ao pecado, que se patenteia na tibieza e recaída nas mesmas faltas. Delineia em seguida o homem novo, enquadrando a perfeição em 12 virtudes principais. Remodelados assim, o homem aspira a subir mais alto e, por amor a Deus, pratica não só o que é de preceito, mas também o que é de simples conselho. Por isso vem um tratado próprio sobre os conselhos evangélicos. Finalmente trata o Santo dos meios auxiliares para atingir a perfeição e santidade: a oração, a recepção dos SS. Sacramentos, as diversas devoções, a leitura espiritual e os exercícios espirituais.
É pois este livro um manual completo, o mais completo mesmo que conhecemos, sobre a vida espiritual, escrito em linguagem simples e clara, que satisfaz às grandes inteligências como aos simples fiéis."

Link para Download: Escola da perfeição cristã

sábado, 9 de fevereiro de 2013

NOVENA A SÃO JOSÉ

(de 10 a 19 de março, de 22 de abril a 1.o de maio, e em qualquer outro tempo)
— 1º dia —
S. José, Pai Nutrício de Jesus

Amabilíssimo São José, que tivestes a honra de alimentar, educar e abraçar o Messias, a Quem tantos profetas e reis desejaram ver e não viram: obtende-me, com o perdão das minhas culpas, a graça da oração humilde e confiante que tudo alcança de Deus. Acolhei com bondade paternal os pedidos que vos faço nesta Novena ..... e apresentai-os a Jesus que se dignou de obedecer-vos na terra. Amém.

Rogai por nós, São José, Pai Nutrício de Jesus.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!
Para todos os dias:

OREMOS! Ó Deus que por uma inefável Providência Vos dignastes escolher o bem-aventurado São José para Esposo de vossa Mãe Santíssima: concedei-nos que aquele mesmo que na terra veneramos como Protetor, mereçamos tê-lo no céu por nosso Intercessor. Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos. Amém.

— 2º dia —
S. José, Esposo da Mãe de Deus

São José, castíssimo Esposo Mãe de Deus e Guarda fiel de sua virgindade: obtende-me por Maria a pureza do corpo e da alma e a vitória em todas as tentações e dificuldades. Recomendo–vos também os esposos cristãos para que unidos com sincero amor e fortalecidos pela graça se amparem mutuamente nos sofrimentos e tribulações da vida. Amem.

Rogai por nós São José, Esposo da Mãe de Deus:
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS! ...
— 3º dia —
S. José, Chefe da Sagrada Família

Glorioso São José, que gozastes durante tantos anos da presença e filial afeição de Jesus, a Quem tivestes a dita de alimentar e vestir, juntamente com vossa Santíssima Esposa: eu vos suplico me alcanceis o dom inefável de sempre viver em união com Deus pela graça santificante. Obtende também para os pais cristãos a graça do fiel cumprimento de seus graves deveres de educadores e, aos filhos, o respeito e a obediência segundo o exemplo do Menino Jesus. Amém.

Rogai por nós, São José Chefe da Sagrada Família
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS! ...
— 4º dia —
S. José, Exemplo de Fidelidade

Fidelíssimo São José, que nos destes tão belo exemplo no fiel cumprimento de vossos deveres de Protetor da Santíssima Virgem e de Pai Nutrício do Redentor: rogo-vos me obtenhais a graça de imitar o vosso exemplo na fidelidade a todos os deveres do meu estado de vida. Ajudai-me a ser fiel nas coisas pequenas para o ser também nas grandes Alcançai essa mesma graça para todos que me são caros nesta vida, a fim de chegarmos a gozar no céu o prêmio prometido aos que forem fiéis até a morte. Amém.

Rogai por nós, São José, Exemplo de Fidelidade;
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS! ...
— 5º dia —
S. José, Espelho de Paciência

Bondoso São José que suportastes com heróica paciência as provações e adversidades na viagem a Belém, na fuga para o Egito e durante a vida oculta em Nazaré e me destes o exemplo de admirável conformidade com a vontade de Deus: obtende-me a virtude da paciência nas dificuldades de cada dia. Alcançai também invencível paciência a todos que suportam pesadas cruzes, a fim de que se unam sempre mais a Jesus divino modelo de mansidão e paciência Amém.

Rogai por nós São José, Espelho de Paciência:
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS!...
— 6º dia —
S. José, Modelo dos Operários

Humilde São José, que, vivendo em pobreza. dignificastes a vossa profissão pelo trabalho constante e vos sentistes feliz em servir a Jesus e Maria com o fruto de vossos suores: alcançai-me amor ao trabalho, que me foi imposto como dever de estado, procurando cumprir nisto sempre a vontade de Deus. Protegei os lares dos Operários do Brasil contra as influências nefastas dos inimigos de Cristo e da Santa Igreja. Obtende-lhes a graça de santificarem o seu trabalho pela reta intenção em tudo conformados com os desígnios da Divina Providência. Amém.

Rogai por nós, São José, Modelo dos Operários;
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS!...
— 7º dia —
S. José, Protetor da Santa Igreja

Glorioso Patriarca São José, Protetor e Padroeiro da Igreja Universal : obtende-me a graça de amar a Igreja como Mãe e de a honrar como verdadeiro discípulo de Cristo. Rogo-vos que veleis sobre o Seu Corpo Místico, como outrora velastes sobre Jesus e Maria. Protegei o Santo Padre e os Bispos, os Sacerdotes e os Religiosos. Alcançai-lhes santidade de vida e eficácia no apostolado. Guardai a inocência da infância a castidade da juventude a honestidade do lar, o ordem e paz da Sociedade. Amém.

Rogai por nós, São José, Protetor da Santa Igreja;
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS!...
— 8º dia —
S. José, Esperança dos Enfermos

Compassivo São José, esperança dos doentes e necessitados: valei me em todas as enfermidades e tribulações alcançando-me plena conformidade com os admiráveis desígnios de Deus. Obtende-me também para mim e para todos, pelos quais rezo nesta Novena, a cura das enfermidades espirituais que são as paixões desordenadas, fraquezas, faltas e pecados e protegei-nos contra as tentações do inimigo da nossa salvação amém.

Rogai por nós, São José, Esperança dos Enfermos;
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS! ...
— 9º dia —
S. José, Padroeiro dos Moribundos

Ditoso São José que, morrendo nos braços de Jesus e Maria, partistes deste mundo ornado de Virtudes e enriquecido de méritos: Assisti-me na hora suprema e decisiva da minha vida contra os ataques do poder infernal. Obtende-me a graça de morrer confortado com os santos Sacramentos, necessários para a minha salvação. Tendo compaixão de todos os agonizantes. alcançando-lhes a graça da salvação por intermédio de Maria, vossa Santíssima Esposa. Amém.

Rogai por nós, São José, Padroeiro dos Moribundos
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

OREMOS!...

Pode acrescentar-se todos os dias:

ORAÇÃO: Glorioso São José, que fostes exaltado pelo Eterno Pai, obedecido pelo Verbo Encarnado favorecido pelo Espírito Santo e amado pela Virgem Maria: Louvo e bendigo a Santíssima Trindade pelos privilégios e méritos com que vos enriqueceu. Sois poderosíssimo e jamais se ouviu dizer que alguém tenha recorrido a vós e fosse por vós desamparado. Sois o Consolador dos aflitos, o amparo dos míseros e o advogado dos pecadores. Acolhei, pois, com bondade paternal a quem vos invoca com filial confiança e alcançai-me as graças que vos peço nesta Novena . . . Eu vos escolho por meu especial Protetor. Sêde, depois de Jesus e Maria, minha consolação nesta terra, meu refugio nas desgraças meu guia nas incertezas, meu conforto nas tribulações meu pai solícito em todas as necessidades. Obtende-me finalmente como coroa dos vossos favores, uma boa e santa morte graça de Nosso Senhor Assim seja.

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

NOVENA PODEROSA AO MENINO JESUS DE PRAGA

Ó Jesus, que dissestes em vosso Evangelho: "Pedi e recebereis, procurai e achareis, batei à porta e ela se abrirá", por intermédio de Maria, vossa Mãe Santíssima, com fé e confiança eu bato à porta do vosso Coração e humildemente peço a vossa divina graça. Atendei, Senhor à humilde prece que neste dia vos dirijo. (Mencione o pedido).

Ó Jesus, que prometestes: "Tudo que pedirdes ao meu Pai em meu nome, Ele vo-lo concederá, a Deus, vosso Pai e meu Pai celestial, apresento a minha oração. Intercedei, Senhor, junto ao Pai de bondade e Deus de toda consolação, para que Ele ouça nesta hora a minha súplica. (Mencione o pedido).

Ó Jesus, que afirmastes: "Passarão o céu e a terra, porém minhas palavras não passarão", confio em vossa promessa, Senhor, e espero que o vosso poder e imensa bondade me consolarão e me darão o que vos peço neste momento. (Mencione o pedido).

Em união com Jesus, rezar um Pai-Nosso a Deus, e em seguida, três Ave-Maria, pedindo a intercessão de Nossa Senhora junto de seu Filho, Menino Jesus.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

O PEQUENO NÚMERO DAQUELES QUE SERÃO ALVOS - SÃO LEONARDO DE PORTO MAURÍCIO

"A doutrina de São Leonardo de Porto Maurício salvou e vai salvar inúmeras almas até o fim dos tempos. Aqui está o que a Igreja diz na oração do Ofício Divino, sexta lição, falando da eloquência celestial de São Leonardo: Ao ouvi-lo, até mesmo os corações de ferro e de bronze são fortemente inclinados à penitência, em razão da eficácia surpreendente do sermão e zelo ardente do pregador. E na oração litúrgica que pedimos ao Senhor, que Ele dê o poder de dobrar os corações dos pecadores endurecidos pelas obras da pregação."

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

SERMÕES DE SÃO CURA D'ARS

"Quantas pobres almas existem que perderam sua religião e sua fé! E quantos mais, nunca conseguirão abrir os olhos para ver o estado infeliz em que se encontram, a não ser depois que já tiverem caído no Inferno!..."
São Cura D'ars
Link para Download: Sermões de São Cura D'ars

domingo, 27 de janeiro de 2013

"FICAR" É PECADO OU NÃO?


Estaremos debatendo hoje mais um tema do Pastoralis: afinal ficar é pecado ou não? A sociedade moderna vive um momento em que o relativismo tomou de conta da sociedade e da cultura atual. "Tudo é permitido, tudo pode e tudo vale, o importante é ser feliz!!", frase essa e semelhantes já foi ouvida por mim com origem em diversas pessoas. Mas será que isso vale pra o católico? Uma das coisas que surgiu com a modernidade foi o "ficar". Será que pode, ou será que é improprio para o católico essa prática?

Primeiro, é necessário definirmos o que é ficar. Depois de pesquisar em vários sites de adolescentes na internet, não consegui chegar a uma conclusão específica, mas obtive algumas características. Digamos que é um relacionamento sem relacionamentos, ou seja, a pessoa estabelece um relacionamento temporário, ou seja, pode terminar a qualquer momento, com a pessoa segundo eles "pra ver se pode rolar um relacionamento sério", mas a pessoa ainda pode ficar com  outra se ela quiser. Não existe uma fidelidade e um processo de conhecimento da vida do outro.

A maioria dos jovens define o ficar como sendo propriamente um relacionamento sem compromisso e sem fidelidade. Por ser dessa forma se torna algo contraditório, pois pense bem: Como eu posso fazer esse tipo de coisa pra testar de dará certo um namoro e ao mesmo tempo eu tenho permissão pra ficar com outra pessoa?

Além disso, abrindo aqui um parênteses, existe um ficar ainda pior, este é muito mais frequente em baladas e micaretas, onde a mesma pessoa fica várias pessoas durante o evento. Esse é altamente impróprio, não se tem nem o que se pensar sobre isso. neste caso não há o que se debater. É lógico que em grau muito menor, mas se assemelha aos bacanais romanos, onde uma mesma pessoa fornicava com várias na mesma noite, lembrando que isso é uma analogia, mas em grau menor, pois no caso nosso, não estamos envolvendo o sexo.

Mas retornando ao caso anterior, o ficar, em sua natureza, não é uma coisa boa, apesar de que pode sair um fruto bom, que é um namoro. Se for um caso de fica em que ambos os relacionados busquem um relacionamento sério e se isso se edificar, se colheu um fruto bom, apesar de não ter sido de uma maneira tão boa assim.

Porém, como foi citado acima, os jovens veem isso como algo sem compromisso e sem fidelidade, portanto a tendência natural é que, caso um dos "ficantes" não queira algo sério e esteja enganando o outro, só teremos dois frutos possíveis depois disso: Aquele que enganou o outro saiu com o fardo de dois pecados, o da mentira e por ter ofendido a castidade, e aquele que queria algo sério e foi enganado saiu com seus afetos feridos.

Portanto, a conclusão que chegamos é a seguinte: VOCÊ ATÉ PODE FICAR COM ALGUÉM, contanto que possa se colher o bom fruto do namoro, MAS ISSO NÃO É REGRA GERAL, ESSE CASO É UMA EXCEÇÃO. A REGRA GERAL É QUE VOCÊ SAIA FERIDO OU COM DOIS PECADOS COMO FARDO PRA CONTAR NA PRÓXIMA CONFISSÃO. PORTANTO É BOM QUE SE EVITE, apesar de ser possível sair um bom fruto de um fica.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

CATECISMO DE SÃO PIO X


"O Catecismo de São Pio X é um pequeno e simples catecismo, escrito pelo Papa São Pio X em 1905, com o importante objectivo de popularizar o ensino do catecismo na Igreja Católica e tornar os católicos mais informados e conhecedores da sua f´[e e doutrina. Este catecismo tem também a função de resumir o Catecismo Romano, que foi um produto importante do Concilio de Trento"Fonte: Wikipédia
Link para download: Catecismo de São Pio X

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

CATECISMO ROMANO

Estaremos disponibilizando o Catecismo Romano de 1951 para download, que é muito bom para estudo pessoal tradicional, de maneira que os outros catecismos não podem ser esquecidos, pois deve existir uma hermenêutica da continuidade, de tal forma que este catecismo vale tanto quanto o editado por Bento XVI no pontificado de João Paulo II.
Link para Download: Catecismo Romano

sábado, 19 de janeiro de 2013

JURAMENTO ANTIMODERNISTA DE SÃO PIO X

Eu, N., firmemente aceito e creio em todas e em cada uma das verdades definidas, afirmadas e declaradas pelo magistério infalível da Igreja, sobretudo aqueles princípios doutrinais que contradizem diretamente os erros do tempo presente.

Primeiro: creio que Deus, princípio e fim de todas as coisas, pode ser conhecido com certeza e pode também ser demonstrado, com as luzes da razão natural, nas obras por Ele realizadas (Cf. Rm I 20), isto é, nas criaturas visíveis, como [se conhece] a causa pelos seus efeitos.

Segundo: admito e reconheço as provas exteriores da revelação, isto é, as intervenções divinas, e sobretudo os milagres e as profecias, como sinais certíssimos da origem sobrenatural da razão cristã, e as considero perfeitamente adequadas a todos os homens de todos os tempos, inclusive aquele no qual vivemos.

Terceiro: com a mesma firme fé creio que a Igreja, guardiã e mestra da palavra revelada, foi instituída imediatamente e diretamente pelo próprio Cristo verdadeiro e histórico, enquanto vivia entre nós, e que foi edificada sobre Pedro, chefe da hierarquia eclesiástica, e sobre os seus sucessores através dos séculos.

Quarto: acolho sinceramente a doutrina da fé transmitida a nós pelos apóstolos através dos padres ortodoxos, sempre com o mesmo sentido e igual conteúdo, e rejeito totalmente a fantasiosa heresia da evolução dos dogmas de um significado a outro, diferente daquele que a Igreja professava primeiro; condeno semelhantemente todo erro que pretenda substituir o depósito divino confiado por Cristo à Igreja, para que o guardasse fielmente, por uma hipótese filosófica ou uma criação da consciência que se tivesse ido formando lentamente mediante esforços humanos e contínuo aperfeiçoamento, com um progresso indefinido.

Quinto: estou absolutamente convencido e sinceramente declaro que a fé não é um cego sentimento religioso que emerge da obscuridade do subconsciente por impulso do coração e inclinação da vontade moralmente educada, mas um verdadeiro assentimento do intelecto a uma verdade recebida de fora pela pregação, pelo qual, confiantes na sua autoridade supremamente veraz, nós cremos tudo aquilo que, pessoalmente, Deus, criador e senhor nosso, disse, atestou e revelou.

Submeto-me também com o devido respeito, e de todo o coração adiro a todas as condenações, declarações e prescrições da encíclina Pascendi e do decreto Lamentabili, particularmente acerca da dita história dos dogmas.

Reprovo outrossim o erro de quem sustenta que a fé proposta pela Igreja pode ser contrária à história, e que os dogmas católicos, no sentido que hoje lhes é atribuído, são inconciliáveis com as reais origens da razão cristã.

Desaprovo também e rejeito a opinião de quem pensa que o homem cristão mais instruído se reveste da dupla personalidade do crente e do histórico, como se ao histórico fosse lícito defender teses que contradizem a fé o crente ou fixar premissas das quais se conclui que os dogmas são falsos ou dúbios, desde que não sejam positivamente negados.

Condeno igualmente aquele sistema de julgar e de interpretar a sagrada Escritura que, desdenhando a tradição da Igreja, a analogia da fé e as nosmas da Sé apostólica, recorre ao método dos racionalistas e com desenvoltura não menos que audácia, aplica a crítica textual como regra única e suprema.

Refuto ainda a sentença de quem sustenta que o ensinamento de disciplinas histórico-teológicas ou quem delas trata por escrito deve inicialmente prescindir de qualquer idéia pré-concebida, seja quanto à origem sobrenatural da tradição católica, seja quanto à ajuda prometida por Deus para a perene salvaguarda de cada uma das verdades reveladas, e então interpretar os textos patrísticos somente sobre as bases científicas, expulsando toda autoridade religiosa, e com a mesma autonomia crítica admitida para o exame de qualquer outro documento profano.

Declaro-me enfim totalmente alheio a todos os erros dos modernistas, segundo os quais na sagrada tradição não há nada de divino ou, pior ainda, admitem-no, mas em sentido panteísta, reduzindo-o a um evento pura e simplesmente análogo àqueles ocorridos na história, pelos quais os homens com o próprio empenho, habilidade e engenho prolongam nas eras posteriores a escola inaugurada por Cristo e pelos apóstolos.

Mantenho, portanto, e até o último suspiro manterei a fé dos pais no carisma certo da verdade, que esteve, está e sempre estará na sucessão do episcopado aos apóstolos¹, não para que se assuma aquilo que pareça melhor e mais consoante à cultura própria e particular de cada época, mas para que a veradde absoluta e imutável, pregada no princípio pelos apóstolos, não seja jamais crida de modo diferente nem entendida de outro modo².

Empenho-me em observar tudo isso fielmente, integralmente e sinceramente, e em guardá-lo inviolavelmente, sem jamais disso me separar nem no ensinamento nem em gênero algum de discursos ou de escritos. Assim prometo, assim juro, assim me ajudem Deus e esses santos Evangelhos de Deus.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

FESTAS E SHOWS - IR OU NÃO IR?

Abrindo a página do Pastoralis, vamos começar com um tema bem polêmico: Devemos nós como católicos, ir ou não ir para festas e shows?

A linha mais tradicional defende que não se pode em hipótese alguma, mas a linha modernista afirma que pode tudo e dão uma nova interpretação da Bíblia, do Catecismo e do Direito Canônico. Afinal, onde ficamos no meio dessa briga?

Primeiramente é necessário que tenhamos fundamento naquilo que cremos, e sabemos o por que que estamos fazendo determinada coisa. Muitas vezes se crê que não é possível a ida a essas festas devido muitas vezes a um puritanismo. A doutrina puritanista, diga-se passagem, doutrina protestante, afirma que determinada coisa tem um mal em si mesma, ou seja, a natureza da coisa é má nela mesma, afirmando que o pecado está na própria coisa.

Os verdadeiros Católicos creem que existem três tipos de coisas: As ruins, as boas e as neutras, estas que podem se tornar boas ou ruins, dependendo do que se faz com elas. DEVEMOS MUITAS VEZES EVITAR IR A FESTAS E SHOWS, NÃO POR PURITANISMO, MAS PRA EVITAR QUE SE CAIA EM PECADO! As festas e os shows são coisas que são neutras, que podem ser usadas tanto para o bem como para o mal, e o que devemos fazer diante dessas situações é pensar em dois pontos:
1 - Estarei me expondo em um lugar que poderá ser pra mim ocasião de pecado, estarei me expondo a tentação e poderei cair em pecado?
2 - Estarei sendo motivo de escândalo para os outros, ou seja, estarei dando "contra-testemunho"?

Mas já afirmara certa vez um grande Santo, Bispo e Doutor da Igreja, São Francisco de Sales, no seu mais importante livro, Filotéia:

"As danças e os bailes não são de modo algum coisas más, mas sim indiferentes, que podem ser usadas tanto para o bem como para o mal. Contudo sempre são coisas perigosas e mais ainda é o afeiçoar-se a elas. Por isso te digo Filotéia, embora não seja pecado uma dança modesta, um bom jantar, sem intemperança, contudo A AFEIÇÃO QUE SE PODERIA ADQUIRIR A ESTAS COISAS SERIA INTEIRAMENTE CONTRÁRIA A DEVOÇÃO, muito nocivo pra a nossa alma e de grande perigo para a salvação....

...NÃO DIGO QUE EM OCASIÃO NENHUMA POSSAMOS USAR ESSAS COISAS PERIGOSAS, mas digo somente que nunca poderemos apegar nessas coisas o coração sem danos da devoção"

OS BAILES E OUTROS DIVERTIMENTOS PERMITIDOS, MAS PERIGOSOS - CAPÍTULO XXXIII São Francisco de Sales (1567-1622), do livro Filotéia. (Grifo nosso)


Portanto, é visível que os leigos podem sair e ir para um restaurante, tomar um chopinho e comer com temperança, ir a uma festa com uma música "boa" (Por que música BOA MESMO, AO MEU VER, é a música clássica, as outras são boas, mas não como essa), sem conteúdo xulo, pornográfico ou que vai contra os princípios cristãos, e ir com amigos e pessoas que também busquem se comportar para que você não sente na mesa dos pecadores, como diz São Paulo, é permitido sim.

Portanto, a conclusão que chegamos é que podemos sim ir, é até "bom" irmos de vez em quando para mostrar que não somos puritanos, ou seja, não somos protestantes, MAS com muita prudência, pensando sempre se aquele lugar não me levará a cometer pecados graves ou professar algo que não convém a um cristão. Encerraremos com as palavras de um confrade da página Tradição em Foco com Roma, Rafael Vitola Brodback:

"Temos, por um lado, que nos preocupar com os demais e evitar algumas coisas que, mesmo não sendo pecado, podem provocar admiração negativa. Mas, por outro, não podemos ter uma vida espiritual neurótica.

Discussões gerais nunca são uma boa nesse sentido
Por outro lado, como cada caso é um caso. Corre-se o risco de, por uma conclusão pessoal, em um caso concreto, válido para uma situação específica e uma pessoa em especial, considerar que é uma lei geral. E aí, sim, surgem os puritanismos e as morais de listas...

O melhor é expor os princípios. O resto é a aplicação no caso concreto que cada um deve fazer em uma situação específica."

CATECISMO SOBRE O SACERDOTE - SÃO CURA D'ARS

Um ótimo direcionamento para todos os sacerdotes

Download: Catecismo sobre o sacerdote

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

VÍCIOS LITÚRGICOS


Com essa postagem, queremos esclarecer sobre alguns vícios que penetraram na liturgia da Igreja e que, em si mesmos não estão errados, mas que geram uma confusão, chegando a se pensar que eles fazem parte da liturgia, coisa que na maioria das vezes, não é verdade.

1 - PALMAS NA MISSA - As pessoas pensam, muitas vezes, que as palmas fazem parte do rito da Santa Missa, que diga-se de passagem, elas não pertencem ao rito romano.

O Papa bento XVI vem pedindo que não se batam mais palmas na Santa Missa, para que se retire essa ideia de que as mesmas fazem parte do rito. Além de não fazerem parte do rito do Sacrifício Eucarístico, gera-se um certo clima, muitas vezes, de um programa de auditório, gerando um certo sincronismo e muitas vezes, pasmem, até coreografia, chegando a ser uma dessacralização para com o Augusto Sacrifício.

AS PALMAS SÃO PERMITIDAS, pois temos um documento sobre a correta aplicação da Sacrosactum Concilium, a Liturgia Romana e a Inculturação, mas ela afirma que as palmas devem acompanhar a música e a mesma REPUDIA AS PALMAS COMO FORMA DE COREOGRAFIA OU ESPETÁCULO. Portanto, é permitido, mas é melhor que se evite para não causar confusão entre os fiéis.

2 - EM NOME DO PAI CANTADO - Esse é outro vício que deve ser retirado urgentemente da Santa Missa.

Primeiro por que, dentro do rito, essa é uma oração sacerdotal, ou seja, deve ser invocada apenas pelo sacerdote, e quando se canta, o povo canta junto, desobedecendo o rito.

Segundo por que essa oração é herética, por que a palavra NOME significa a substância de Deus. Mas lembre-se que o Filho e o Espírito são consubstanciais ao Pai, ou seja tem mesma substância, mesma natureza.

Terceiro por que colocam um cântico depois que não está presente na Liturgia "... para louvar e agradecer, bendizer e adorar..." e assim vai. Como não está no missal, nem na parte preta nem na rubrica, não pode ser feito.

3 - ENCERRAR O PAI - NOSSO LITÚRGICO COM O AMÉM - No Pai - Nosso da Missa não se tem amém, o amém na liturgia só se apresenta depois de cada liturgia - Ritos Iniciais, Liturgia da Palavra, Liturgia Eucarística, Benção Final.

4 - CÂNTICO DE ABRAÇO DE PAZ - Não existe na liturgia cântico do abraço de paz.

Na Introdução Geral ao Missal Romano recomenda, no número 82 que se recomende a paz de maneira sóbria, com é que seremos sóbrios com um cântico alegre, muitas vezes ritmado de palmas, deixando de se dar a paz para se bater palmas? Portanto é melhor que não se faça.

5 - COMUNHÃO - O Papa vem pedindo com frequência que não se dê a comunhão nas mãos, mas que se comungue diretamente na boca.

Isso se deve para que se evite sacrilégio com o Corpo de Cristo, por que muitas vezes, ao se comungar, se toca no Santíssimo Corpo e logo depois se pega em qualquer outra coisa, levando a um sacrilégio inconsciente, espalhando o Corpo de Cristo por aí.

Pede também o Papa que ao receber a Eucaristia, se faça uma reverência pelo menos ou, preferencialmente que se comungue de joelhos, para se adorar Jesus na Hóstia Santa. Não comunguemos como muitos fazem parecendo que estão recebendo e comendo um pedaço de bolacha. Comunguemos com Adoração!

Essa foi uma de muitas postagens que virão sobre os vícios litúrgicos.

Salve Maria!

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

A INTERSEÇÃO DOS SANTOS


Muitas outras religiões, dentre elas os protestantes, atacam com veemência o dogma da Interseção dos santos que a Igreja Católica sempre professou durante tantos anos. Será que esse dogma é realmente verdadeiro ou isso é mais uma invenção da Igreja católica?

vejamos o que diz os três grandes pilares de nossa santa doutrina: A Sagrada Escritura, A Sagrada Tradição e o Sagrado Magistério.

SAGRADA ESCRITURA

"Os quatro viventes e os vinte e quatro anciões se prostraram diante do Cordeiro. Tinha cada um uma cítara e taças de ouro cheias de perfumes, que são as orações dos santos" (Ap 5,8).

"A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus" (Ap 8,4).

Os trechos acima mencionam as orações feitas pelos santos a Deus. Será que não há interseção?

Outro exemplo é o de Abraão que intercedeu por Sodoma, e Deus aceitou a sua intercessão (Gen. 28, 26-32)

"Entretanto levantando-se uma murmuração do povo contra o Senhor, como de quem se queixava de fadiga. O Senhor, tendo ouvido isso, irou-se. E o fogo do Senhor, aceso contra eles, devorou uma extremidade do acampamento. O povo tendo chamado Moisés, Moisés orou ao Senhor e o fogo extinguiu-se" (Num. 11, 1-3).

"Parecia-lhe [Judas Macabeu] que Onias, sumo sacerdote [...] orava de mãos estendidas por todo o povo judeu [...] Onias apontando para ele, disse: 'Este é amigo de seus irmãos e do povo de Israel; é Jeremias, profeta de Deus, que ora muito pelo povo e por toda a cidade santa". (II Mac 15, 12-15)

SAGRADA TRADIÇÃO

São Cirilo de Jerusalém, em suas leituras catequéticas, escreveu por volta do ano de 350 a.C.
"Façamos menção aos já falecidos; primeiro aos patriarcas, profetas, apóstolos e mártires, que por suas súplicas e orações Deus receberá nossos pedidos"

Em sua obra Contra Fausto, Santo Agostinho escreveu:
"O povo cristão celebra unidos em solenidade religiosa a memória dos mártires, tanto para encorajar que sejam imitados e para que possam repartir seus méritos e serem auxiliados pelas suas orações"

São Cipriano de Cartago, em uma de suas epístolas afirma:
"Se um de nós partir primeiro deste mundo, não cessem as nossa orações pelos irmãos"

São João Cassiano diz também que:
"Por vezes, é a intercessão dos santos que alcança o perdão das nossas faltas"
SAGRADO MAGISTÉRIO

Assim nos ensina o Catecismo da Igreja Católica:
"Pelo fato que os do céu estão mais intimamente unidos com Cristo, consolidam mais firmemente a toda a Igreja na santidade... Não deixam de interceder por nós ante o Pai. Apresentam por meio do único Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, os méritos que adquiriram na terra... Sua solicitude fraterna ajuda, pois, muito a nossa debilidade." (CIC 956)

"As testemunhas que nos precederam no Reino, especialmente as que a Igreja reconhece como "santos", participam da tradição viva da oração pelo exemplo modelar de sua vida, pela transmissão de seus escritos e por sua oração hoje. Contemplam a Deus, louvam-no e não deixam de velar por aqueles que deixaram na terra. Entrando "na alegria" do Mestre, eles foram "postos sobre o muito". Sua intercessão é o mais alto serviço que prestam ao plano de Deus. Podemos e devemos pedir-lhes que intercedam por nós e pelo mundo inteiro." (CIC 2683)

Também nos ensina assim o Catecismo de São Pio X:
"Os bens comuns internos na Igreja são: a graça que se recebe nos Sacramentos, a Fé, a Esperança, a Caridade, os merecimentos infinitos de Jesus Cristo, os merecimentos superabundantes da Santíssima Virgem e dos Santos, e o fruto de todas as boas obras que na mesma Igreja se fazem." (CSPX 215)

"Sim, a comunhão dos Santos estende-se também ao Céu e ao Purgatório, porque a caridade une as três igrejas - triunfante, padecente e militante -; e os Santos rogam a Deus por nós e pelas almas do Purgatório, e nós damos honra e glória aos Santos, e podemos aliviar as almas do Purgatório, aplicando, em sufrágio delas, Missas, esmolas, indulgências e outras boas obras." (CSPX 222)

"É coisa utilíssima invocar os Santos, e todo o Cristão o deve fazer. Devemos invocar particularmente nossos Anjos da Guarda, São José, protetor da Igreja, os Santos Apóstolos, o Santo do nosso nome e os Santos protetores da diocese e da paróquia." (CSPX 339)

Portanto, não deixemos de rezar nunca para que os nosso Santos de maior devoção nos ajudem em nossas graças mais necessárias.

Omnes sancti, orate pro nobis!

NOVA PÁGINA - PASTORALIS


Comemorando as 7000 visualizações, o blog Catolicismo e Doutrina estará disponibilizando uma nova página: Pastoralis, com direcionamentos práticos e pastorais sobre as diversas situações nas quais a Igreja não se manifestou ainda e que causa divergências entre as várias posições teológicas dentro da Igreja.

Desejo informar que o objetivo dessa página é apenas de DIRECIONAMENTO, ou seja, aqui se encontram OPINIÕES PESSOAIS DO AUTOR, mas que serve como direcionamento em diversas situações.

Desde já quero informar que a página é de visão moderadora, não agradarei totalmente aos tradicionalistas nem aos modernistas, poia são direcionamentos espirituais para o mundo moderno, porém sem perder de vista a Tradição.

Espero que aproveite e façam bom uso...

Salve maria!